Superliga 2013/14: Vôlei Brasil Kirin derrota o Canoas fora de casa e é o primeiro time a garantir vaga nas semi-finais

Juliana Coelho. @ju_br16
Mariana Miquelino. @marianagermana

Dois destaques da partida de hoje, Rivaldo e Vini comemoram a vitória do Campinas. Foto: CBV/Divulgação
Dois destaques da partida de hoje, Rivaldo e Vini comemoram a vitória do Campinas. Foto: CBV/Divulgação

Hoje foi dia do segundo embate da melhor de três entre Kappesberg/Canoas e Vôlei Brasil Kirin pelos playoffs. A partida era essencial para a sobrevivência do time do Sul na competição, já que, fora de casa, eles haviam perdido o primeiro jogo (leia mais aqui). Para a equipe campineira, a vitória seria a garantia de uma vaga inédita nas semi-finais. O ginásio gaúcho foi palco de uma partida disputadíssima e bastante equilibrada e quem levou a melhor foi o Campinas.

O primeiro set transcorreu sem grandes surpresas: jogo de alto nível para as duas partes. O Canoas chegou a estar à frente no placar, mas cometeu erros que deram vantagem para o time visitante. O Campinas soube administrar a liderança e apresentou poucas falhas. O resultado foi a parcial fechada em 21 a 18 para a equipe de São Paulo.

Já o segundo set testou os corações dos torcedores. A parcial foi de nada menos, nada mais do que 33 a 31 para o time visitante. Do início para o meio desse set, o ponta João Paulo Tavares, do Vôlei Brasil Kirin, torceu o pé esquerdo ao se chocar na rede com Minuzzi, ponteiro da equipe adversária. Após o ocorrido, a equipe paulistana conseguiu abrir três pontos de vantagem, mas esqueceu de combinar com o levantador adversário, Murilo, para errar os saques. Ele fez dois pontos consecutivos no fundamento e colocou o Canoas na frente. Os donos da casa tiveram oportunidades diversas de fechar o set, especialmente a partir da atuação do bloqueio, mas pecou na definição dos momentos decisivos. O oposto Rivaldo, apesar de ter sido o maior pontuador do lado campineiro na parcial, com 9 acertos, teve dificuldades na virada de bola devido às escolhas ruins dos levantadores. O grande destaque foi o ponta Mineiro, que teve atuação fundamental no fim do set.

No terceiro set, o cenário foi um tanto inesperado: Campinas esteve completamente apático, enquanto os jogadores do time gaúcho mostraram muita vontade de ganhar. O resultado foi um placar de 21 a 15 para a equipe de casa. Logo no início da parcial, Rivaldo foi substituído por Bergamo, uma vez que os problemas no ataque se agravaram. Também entrou em quadra o levantador reserva Rodriguinho. Do lado sulista, o cubano Dennis brilhou, pondo a bola no chão em seis ocasiões.

Os meninos do Canoas comemoram boa atuação no terceiro set. Foto: Kappesberg/Canoas
Os meninos do Canoas comemoram boa atuação no terceiro set. Foto: Kappesberg/Canoas

O Vôlei Brasil Kirin voltou com os titulares em quadra para o quarto set e esteve mais alerta. Rivaldo parecia ter se recuperado, reajustando o tempo de bola com o levantador Paulo Renan, e Diogo, que vinha sendo muito bloqueado, foi voltando aos poucos para o jogo. Dessa vez, quem se deixou abater foi o Canoas: o time teve momentos bons no set, começou à frente no placar, mas não conseguiu manter a mesma garra da parcial anterior e cedeu às investidas do time adversário. O placar final foi de 21 a 17 para a equipe visitante, que avança para as semi-finais e vai encarar o vencedor do embate entre Sesi – SP e São Bernardo Vôlei. Essa foi uma conquista inédita para o time paulistano, que nunca teve a oportunidade de disputar uma vaga nas finais.

O central Vini, que marcou 10 pontos na partida, faturou o Viva Vôlei. Em entrevista à CBV, fez uma breve análise do jogo: “Esse resultado é inédito para o nosso grupo de Campinas. As duas equipes fizeram um grande espetáculo. O Canoas lutou muito, o que valorizou demais a nossa vitória. Estou muito feliz pela maneira que nos portamos em quadra”. Quem esteve no ginásio e entregou o troféu para o meio de rede foi o craque D’Alessandro, que joga atualmente no Internacional de Porto Alegre. O maior pontuador da partida, porém, não foi Rivaldo e nem esteve do lado vitorioso: Dennis foi responsável por 18 pontos no jogo, a marca mais alta do confronto. Vale destaque também a ótima atuação do levantador Murilo, que teve bom aproveitamento em fundamentos diversos, como saque e bloqueio, além de ter feito uma boa distribuição.

O futebol no vôlei: D'Alessandro, jogador do Internacional, esteve no ginásio para prestigiar a partida. Foto: CBV/Divulgação
O futebol no vôlei: D’Alessandro, jogador do Internacional, esteve no ginásio para prestigiar a partida. Foto: CBV/Divulgação

O central e campeão olímpico Gustavo Endres lamentou a derrota, mas disse estar satisfeito com o projeto construído no Rio Grande do Sul, atualmente único representante do estado na Superliga: “Foi mais um ano que batemos na trave. No entanto, tenho muito orgulho do nosso time e desse projeto. Tivemos nossa chance no segundo e no quarto sets, mas eles foram melhores. Parabéns à equipe de Campinas”.

Anúncios

Um comentário sobre “Superliga 2013/14: Vôlei Brasil Kirin derrota o Canoas fora de casa e é o primeiro time a garantir vaga nas semi-finais

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s