Superliga 2013/14: em noite polêmica, Sada Cruzeiro vence o RJ Vôlei e segue em primeiro lugar para os playoffs

Mariana Miquelino | @marianagermana

A equipe celeste venceu, fora de casa, a última partida antes dos playoffs e confirmou o primeiro lugar. Foto: Mayara Rufino/ Linha das 5

A noite de ontem (26/02) foi quente em todos os sentidos no Tijuca Tênis Clube. Em quadra, estavam Sada Cruzeiro e RJ Vôlei pela décima primeira rodada do returno da Superliga, último confronto antes do início dos playoffs. Quem levou a melhor foi o time celeste, que venceu a partida por 3 sets a 0, com parciais de 22/20, 21/15 e 21/17. No final do jogo, porém, o ginásio carioca presenciou uma cena lamentável.

O primeiro set foi o mais acirrado. O Rio de Janeiro conseguiu se manter à frente no placar em alguns momentos e até teve a chance de fechar o set, quando marcou 20 a 19. Mas um erro de saque pôs o Cruzeiro de volta na partida e o cubano Leal não hesitou ao pressionar a equipe adversária no mesmo fundamento. Rapidamente o set estava encerrado a favor do time visitante. A partir daí, foi mais difícil para os cariocas imprimirem o mesmo ritmo de jogo e a vitória ficou com os mineiros.

Os levantadores Índio (RJ Vôlei) e William (Sada Cruzeiro) tiveram bons desempenhos na partida. Foto: Mayara Rufino/ Linha das 5

Apesar da derrota e das limitadas opções das quais dispõem os meninos do RJ Vôlei, o time teve bons momentos. Valem destaque o central Riad, que impressionou, principalmente, no saque, e o levantador Índio, que vem melhorando a cada partida. Outra evolução a ser notada é a do ponteiro Rodriguinho, de apenas 17 anos, que assumiu um papel de fundamental importância desde os desfalques da equipe.

Do lado celeste, grandes atuações dificultam o reconhecimento de jogadores em especial. Como sempre, o posto Wallace fez grande partida, assim como Leal, que foi o maior pontuador do jogo, com 13 acertos. Quem faturou o troféu Viva Vôlei foi o ponteiro Filipe.

Os ânimos em quadra, contudo, estavam alterados. Durante a partida, o líbero do time carioca, Mário Jr., recebeu um cartão vermelho depois de intensas reclamações acerca do bloqueio adversário, que estaria formando uma barreira no momento do saque, prejudicando a visão dos jogadores que receberiam a bola. Cabe mencionar que Índio, capitão do time, fez as mesmas queixas diversas vezes durante o jogo, as quais a arbitragem julgou como descabidas. Ao término do confronto, quando os jogadores se cumprimentavam na rede, o embate foi outro: os líberos das duas equipes se estranharam e Serginho teve que ser afastado à força pelo técnico Marcelo Mendez para que a confusão não fosse maior. Quem estava no ginásio não entendeu ao certo o que aconteceu, muitos inclusive pensaram que o atleta cruzeirense estivesse passando mal. A CBV afirmou que vai esperar a súmula do jogo para tomar as devidas providências. A assessoria do time mineiro não quis se pronunciar publicamente e alegou que não prestaria queixa à Confederação.  O RJ Vôlei ainda decide o que fará. Abaixo você confere o vídeo do momento de tensão:

Depois que todos estavam um pouco mais calmos, Mendez comentou a partida com o Linha e falou da boa fase em que o Cruzeiro se encontra:

– Foi um jogo difícil, um time que joga muito bem. Um time do Rio de Janeiro, um time forte… foram muitas figuras embora, mas o time continua forte, com jogadores experientes… Assim que é bom! Avalio como uma partida difícil de ganhar de 3 a 0. Estamos trabalhando bem e estamos jogando bem e é isso o que faz ganhar a partida. O time está entrosado, já são quatro títulos (na temporada) e agora estamos pensando na Superliga. Partida a partida, tentando ganhar a Superliga.

Ainda tenso com toda a confusão da partida, Marcelo Mendez se prontificou a conversar com as nossas redatoras. Foto: Mayara Rufino/ Linha das 5

Satiro, jogador do Rio de Janeiro, também fez uma breve análise do confronto para o  blog e disse o que o time espera da nova fase que começa após o Carnaval.

Satiro: A gente teve uma melhora grande. A gente teve um resultado positivo contra o Sesi, né. E isso deu um ânimo a mais ‘pra’ galera ‘pra’ vir ‘pro’ jogo contra o Sada que foi mais difícil ainda… Eles têm um poder de ataque muito forte… Ataque, saque. A gente conseguiu suportar isso bem no primeiro set, só que no segundo… É que a gente tem que manter um nível até o final. E no segundo a gente deu uma vacilada.

Mariana: Foi uma boa experiência ‘pros’ playoffs, né?

Satiro: Nos playoffs, dependendo dos resultados, a gente pega o Minas, que é time forte também. Nos playoffs sempre dá trabalho e vai ser pedreira. Tem que chegar lá com uma cabeça boa, fazer uma boa semana de treinamento…

Mayara: Vai relaxar no carnaval? (risos)

Satiro: Relaxar mais ou menos, né (risos).

Satiro conversou rapidamente com o Linha. Foto: Mayara Rufino/ Linha das 5

Com o resultado do embate, o Sada Cruzeiro segue para as quartas de final em primeiro lugar e o RJ Vôlei, em quinto.

Anúncios

Um comentário sobre “Superliga 2013/14: em noite polêmica, Sada Cruzeiro vence o RJ Vôlei e segue em primeiro lugar para os playoffs

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s