Superliga 2013/ 14: Em jogo tenso na Arena Vivo, Minas consegue parar o Sada/Cruzeiro

Mayara Rufino | @capitolinda

Líbero Lukinhas comemora com o central Henrique a vitória no clássico mineiro. Foto: Alexandre Arruda/ CBV
Líbero Lukinha comemora com o central Henrique a vitória no clássico mineiro. Foto: Alexandre Arruda/ CBV

Se dependesse da torcida celeste, que dividia espaço com a minatenista na Arena Vivo, e do histórico recente do clássico, daria Sada/ Cruzeiro na noite de ontem (11). Mas deu Minas, no tie-break (com parciais de 17/21, 21/18, 11/21, 21/17, 15/13). Os donos da casa, enfim, quebraram o jejum de 10 jogos sem vencer os cruzeirenses.

Mas quem disse que seria fácil?

O Vivo/Minas teve que buscar a reação duas vezes, principalmente com a ajuda dos ponteiros Lucas Lóh e Filip. No lado oposto, os destaques ficaram por parte dos cubanos Wallace e Leal. O cubano de verdade, Leal, foi protagonista de uma confusão que aconteceu na quadra. No segundo set, os minatenistas estavam na frente no placar e Leal se desentendeu com jogadores do Minas que estavam próximos à rede.

O cubano empurrou Henrique, central do Minas. O ponteiro celeste foi expulso do jogo e depois, da quadra. Foi para o vestiário, trocou de roupa e foi assistir a partida da torcida, com um pirulito na boca. Conversou e assistiu aos colegas como se nada tivesse acontecido. Há boatos de que disse para Henrique que o esperaria fora do ginásio.

O venezuelano Diaz substituiu o cubano. A briga entre celestes e minatenistas é antiga. Na temporada passada, o central Henrique, envolvido na confusão do jogo de ontem, foi acusado de ameaçar torcedores do Sada/ Cruzeiro após uma partida da Superliga.

Também teve confusão entre os técnicos, Marcelo Mendez, do Sada, e Picinin, que substituiu Horacio Dileo no Minas após inesperado pedido de desligamento do clube. A discussão só foi cessada quando um juiz apartou. Depois da confusão em quadra, Filip conseguiu virar a bola e fechou o segundo set, igualando a partida. Wallace, no terceiro set, foi novamente destaque com nove pontos marcados e os celestes não mostraram estar abalados com a confusão.

Na quarta parte da partida, os minatenistas Otávio e Filip conseguiram parar Wallace e levaram o clássico para o quinto set. Marcelinho, eleito o melhor em quadra, comandou a vitória dos minatenistas no último set. Wallace, do Sada, e Filip, do Minas fizeram o set ser mais disputado. Filip preparou o matchpoint e o ponto do jogo foi do erro do celeste Filipe.

– Não jogamos tão bem, e eles fizeram uma excelente, foram muito bem. Teve até o Marcelinho, que foi escolhido como o melhor em quadra. Quanto a nós, jogamos abaixo de nosso nível hoje; avaliou Marcelo Mendez, que há muitas partidas não via derrota da sua equipe.

Captura de tela 2015-08-15 00.48.02

Publicado por Mayara Rufino

tt

pinte

insta

fb

 

Nasci Mayara, mas pode me chamar de Capitolinda. Sou formada em Jornalismo, faço pós em Literaturas Portuguesa e Africanas, e apesar de ser sedentária e das letras, sou apaixonada por vôlei.

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s