Campeões Olímpicos na Superliga 2013/14: MPV da Liga Mundial 1999, Serginho é o nosso terceiro homenageado

Mayara Viegas
@1relicario

Serginho comemora o ouro nas Olimpíadas de Atenas. No fundo, Ricardinho e André Heller. Foto: Adam Pretty/AFP
Serginho comemora o ouro nas Olimpíadas de Atenas. No fundo, Ricardinho e André Heller. Foto: Adam Pretty/AFP

Ele foi registrado como Sérgio Dutra Santos, mas talvez você não ligue o nome ao campeão. Mas se eu disser que ele é o maior líbero de todos os tempos? E que ele já conquistou dois ouros em Mundiais, um primeiro lugar e um vice olímpicos e mais sete conquistas da Liga Mundial?

Se você ficou em dúvida sobre quem era ele nas primeiras dicas, tudo bem. Mas creio que nem precisaria ter enumerado as conquistas dele, afinal você decifrou a charada quando disse que ele é considerado o melhor líbero da história do vôlei mundial. Não foi? Sim, estou falando do Serginho. Ou, se preferir, do Escadinha. Estou falando desse monstro (no bom sentido, claro) do voleibol brasileiro porque ele é o terceiro homenageado na série que o Linha preparou sobre os campeões olímpicos atuantes na Superliga 2013/14. 

Brasil x Argentina © 2011
Serginho entre os amigos e ex-colegas de seleção brasileira. Foto: Jefferson Bernardes/Vipcomm

Serginho (desculpa, galerinha mais cricri do vôlei, mas não consigo chamá-lo de Escadinha) é guerreiro até fora das quadras. O próprio apelido é uma alusão à infância difícil e à sua mania de falar gírias.

– Até hoje eu falo o dialeto das ruas, e tenho de ficar me policiando quando converso com as pessoas… Teve um amigo meu que começou a me chamar de Escadinha me associando a um traficante (por conta das gírias). Mas eu falava que eu era o Escadinha “do bem”. E o apelido pegou.

Serginho (Vôlei) - Também conhecido como Escadinha, foi Campeão Mundial em 2002 e 2006, Copa do Mundo de 2003 e 2007 e da Olimpíada de 2004. É tido por muitos como o maior líbero da história do voleibol mundial (Foto Reprodução Getty Images)
Serginho coleciona os títulos: Mundial em 2002 e 2006, Copa do Mundo de 2003 e 2007 e Olimpíada de 2004. É tido por muitos como o maior líbero da história do voleibol mundial. Foto: Getty Images

Nascido no dia do mestre (acho justo, muito justo), no ano de 1975, na pequena cidade de Diamante do Norte, no Paraná, Serginho foi criado em uma favela do bairro de Pirituba, em São Paulo. Apesar das circunstâncias tentarem o levar para o mau caminho, o MPV da Liga Mundial 1999 preferiu seguir o caminho “do bem”.

Após os títulos já mencionados e a consagração como melhor jogador da Liga Mundial de 1999 (título inédito para a sua posição), Serginho se desligou da seleção brasileira, em 2011, após uma operação para retirada de uma hérnia de disco, em julho de 2010. Entre julho de 2010 e até a sua aposentadoria da seleção, em 2011, Mario Jr. teve a difícil tarefa de substituí-lo. E desde então, a posição de titular é alternada entre os líberos Mário Jr. e Alan.

Serginho vestindo a camisa do SESI: o time é tetracampeão estadual. Foto: Vipcomm
Serginho vestindo a camisa do SESI: o time é tetracampeão estadual. Foto: Vipcomm

Longe do comando de Bernardinho, atualmente, dedica seu tempo à família (que mora em São Paulo) e ao SESI-SP, mesmo com muitas dores. No time da Vila Leopoldina, o camisa 10 já conquistou a Superliga 2010/2011, três campeonatos Paulista e o Sul-Americano de 2011.

– Me sinto em casa aqui, onde ganhei a Superliga e agora quero outra, O Pacheco (técnico do clube) é um cara conhecido por todos e ninguém discute sua capacidade para montar uma equipe. Um cara vencedor, sem dúvida. Estou bastante empolgado com a temporada; avisou o líbero.

Os líberos Suelen e Serginho com a camisa da Campanha “Outubro Rosa” do SESI Foto: SESI/ Divulgação
Os ex-colegas de seleção em quadra pelo SESI (Murilo está voltando a seleção depois de alguns meses afastado). Foto: Alexandre Arruda/ CBV

Principais títulos de Serginho

  • Campeão mundial em 2002 e 2006
  • Campeão da Copa do Mundo em 2003
  • Medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2004
  • Campeão da Liga Mundial em 2001, 2003 (Melhor Defesa e Melhor Recepção), 2004, 2005, 2006 e 2007 (Melhor Líbero), 2009 (Melhor Jogador)
  • Medalha de Ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007
  • Vice-Campeão da Liga Mundial em 2002 (Melhor Defesa)
  • Medalha de Ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2011
  • Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 2008
  • Medalha de Prata nos Jogos Olímpicos de Verão de 2012

Diante de tantas conquistas pela seleção brasileira, por fazer parte das equipes que colocam o nome do nosso país nos pódios de várias competições mundiais… Obrigada, Serginho. Muito obrigada, de coração, monstro do bem!

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s