As 5 notícias sobre vôlei que você deveria ter lido essa semana

Mayara Viegas
@1relicario 

Sendo, atualmente, o jogador de vôlei mais bem pago no Brasil, é claro que o primeiro lugar da nossa lista deve ser do Lucão, que depois da “crise” do RJX, foi parar no SESI-SP. Mas não é! Estamos procurando um novo líbero para a seleção e é claro que isso é mais importante. Se o SESI pagou 1,8 milhões de Dilmas pelo Lucas, só lamento.

Serginho comemora o primeiro lugar na lista do  linhadas5. Foto: Blog do Serginho 
1) Serginho deixa a Seleção Brasileira e a galera está meio triste e é de se esperar: o líbero (atual SESI) é conhecido como melhor líbero da história do vôlei (e nós não discordamos de jeito e maneira!). Bernardinho deve estar arrancando os últimos fios cabelos que lhe resta. Aí eu penso: seria bem mais fácil colocar o Serginho do Sada, afinal, o nome já ajuda. Mas nosso técnico convocou Alan (Campinas) e Mário Jr. e eles estão em Saquarema, no centro de treinamento. O favorito para substituir Serginho é o segundo, que provavelmente deve renovar com o RJX para a próxima temporada da Superliga e tem mais experiência na seleção, mas Bernardinho não entrega o jogo (nem o jogador): “Espero que eles possam realmente conquistar um espaço, terem os seus méritos, suas qualidades reconhecidas, mas sem a pressão de uma comparação permanente com aquele que foi certamente o maior líbero da história do voleibol mundial.” conclui o treinador da seleção brasileira.

Se você quer o Alan, comente, compartilhe, curta, faça um patuá. Se você quer o Mário Jr., sai dessa.
Foto: Reprodução SporTV
2) Lucão está com mais R$ 1,8 milhão no banco.

O central do SESI tenta contar os números de sua conta. Foto Helena Rabello/Globoesporte.com


SESI está cheio dos recursos e decidiu reforçar o elenco: além do mais novo milionário Lucão, o time paulista já havia anunciado o ponteiro Lucarelli (ex-VIVO Minas) e o oposto Renan (ex- São Bernardo) como dito aqui, além do também ponteiro Maurício (ex-Sada) e de ter renovado com o levantador Sandro, dando fim às especulações de que Bruno, assim como Lucas, poderia trocar o Rio por São Paulo.

Lucão deixou o Rio de Janeiro em busca de uma possível estabilidade na carreira e vai tentar justificar o investimento feito pelo time paulista: “A saída do Rio de Janeiro foi extremamente tranquila porque estávamos com uma insegurança no projeto, não sabíamos se o time conseguiria um co-patrocinador. Foi por um motivo de segurança mesmo. O Sesi-SP me colocou uma proposta de qualidade, contratou um treinador que é da minha confiança, que é o Marcos Pacheco, com quem fui tricampeão da Superliga em Florianópolis. Tudo fez com que a proposta do Sesi, não a questão financeira, mas a de trabalho, fosse muito interessante para a minha carreira. Se for pegar meu histórico, a cada dois ou três anos tenho uma mudança de clube. Isso porque eu acredito que toda mudança traz um crescimento. E toda vez que eu mudei tive um crescimento na minha carreira.” explicou o central.

Com R$ 1,8 milhão, essas coisas não vão mais acontecer com o carro do Lucão.
 Foto: Instagram

3)  Campeão Olímpico e três vezes campeão do Mundial, Giba entra para o hall da fama do vôlei.

Giba: tá podendo. Foto: Getty Imagens.
Giba será eternizado pela Federação Internacional de Vôlei, em evento entre os dias 24 e 25 deste mês, durante amistosos entre o time da casa (Polônia) e da Sérvia. Além do passador, Ary Graça, presidente da FIVB, deixará suas impressões da “calçada da fama do vôlei”, a Volleyball Alley. Bernard e Maurício também já foram homenageados.

4) Campinas estabelece parceria com empresa de bebidas por quatro anos: “Estamos muito contentes com a chegada da Brasil Kirin ao vôlei de Campinas. Um projeto tão bem sucedido como esse merecia um patrocinador com tal nível de excelência. Mal podemos esperar para ver o ginásio do Taquaral lotado novamente, com a torcida campineira fazendo a sua festa” afirmou Luiz Fernando Ferreira, diretor da ESM, empresa de gerenciadora do projeto do Campinas.

Com a boa notícia, o time campineiro disputará o Campeonato Paulista e a Superliga masculina na próxima temporada. Agora, a equipe procura novo elenco: do ano passado, saíram o técnico Marcos Pacheco, que foi para o SESI e o cubando Jurquin, contratado por time europeu. Rivaldo, Renato Russomano e Gustavão estão avaliando possíveis propostas. O líbero Alan, o central André Heller e o levantador Rodriguinho permanecem na equipe. O auxiliar do antigo técnico, Alexandre Rizetti, é o novo condutor da equipe. Vini, ex-Vôlei Futuro, também já confirmou ida para o Campinas.

5) Veteranos, Minuzzi e Jeffe renovam contrato com Canoas Vôlei, time que Gustavo Endres defendeu temporada passada. Os reforços do clube gaúcho começaram não com contratos com novos atletas e sim por renovações. O líbero Jeffe e o ponteiro e capitão Roberto Minuzzi, fazem parte do projeto desde a sua criação e foram anunciados para mais um ano no clube: “Eles estão inseridos neste projeto desde o início e só tivemos motivos para comemorar até agora. É muito importante poder assegurar desde já a continuidade do Jeffe e do Minuzzi, atletas que, por tudo que já conquistaram, têm uma grande representatividade dentro do voleibol gaúcho – avaliou o comandante.” destacou o técnico Paulão.  Será que Gustavo não vai renovar? 

O conteúdo deste post é de minha responsabilidade. 
Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s